sexta-feira, 4 de outubro de 2013

A VIDA TRAZENDO SURPRESAS !






Em 1936 Charles Chaplin compôs a música " S M I L E " -  fruto de seu sentimento e visão particular sobre o mundo que passava por momentos conturbados, de desigualdades, de tristezas, de guerras, de incompreensões, de desamor. Como sempre em sua vida, tudo fazia e tudo fez na esperança de levar um pouco de alegria, de sorriso, de solidariedade, de amor e de esperança a todos ... mostrando como a vida pode ter um sentido de beleza apenas com um sorriso sincero saindo do coração !

Chaplin viveu todos os seus dias levando alegrias às pessoas e partiu dessa vida com um lindo sorriso. Suas mensagens ficaram eternizadas nos corações de todas as pessoas de todos os cantos do mundo... e sempre que recordam Chaplin, emocionam-se com lágrimas e sorrisos de felicidade, na certeza que a vida tem muitos encantos !.

S M I L E (música de Charles Chaplin):

" Sorria, embora seu coração esteja doendo...
  Sorria, mesmo que ele esteja partido...
  Quando há nuvens no céu,...
  Você sobreviverá...
  Se você apenas sorrir !
 
  Com seu medo e tristeza,...
  Sorria, ... e talvez amanhã...
  Você descobrirá que a vida ainda vale a pena,...
  Se você apenas sorrir !

  Ilumine sua face com alegria,...
  Esconda todo rastro de tristeza,...
  Embora uma lágrima possa estar tão próxima,...
  Este é o momento que você tem que continuar tentando !.

  Sorria,... pra que serve o choro?
  Você descobrirá que a vida ainda vale a pena,...
  Se você apenas sorrir ! "
 

A VIAGEM DE " LUI MONGO " - O PALHAÇO DA "FAMILIA FLAMINI"

Manoel era um jovem argentino de aproximadamente 25 anos e tinha grandes habilidades em artes cênicas, além de ser cantor, poeta, mágico ilusionista e compositor. Era o homem das várias artes !.

Adorava conhecer e conversar com as pessoas. Não havia quem não ficasse sorrindo o tempo todo enquanto conversava com Manoel.

Um dia reuniu seus amigos e decidiu com eles formar um grupo - ao qual passaram a chamar "FAMILIA FLAMINI", pois eram muito unidos e todos tinham habilidades parecidas. A partir desse dia, Manoel que era tratado pelos amigos como "Lui", passou a ser chamado de "LUI MONGO" .

Faziam parte da Familia Flamini, o seu irmão sanguineo de nome VERSO e também seus irmãos de jornada, DEMIAN e MARIANO.

Resolveram viajar para as pequenas cidades de países vizinhos da América do Sul, tais como Chile, Colombia, Bolivia, etc., ... com sonhos em percorrerem por todos os demais das Américas e, quem sabe, outros continentes. O espírito AVENTUREIRO dos amigos era uma grande motivação para conquistarem o mundo através de suas apresentações amadoras que apenas objetivavam levar a alegria, o sorriso, a solidariedade e a amizade entre os irmãos dos vários países - nada mais do que "jovens entusiastas" !

Lui Mongo admirava as histórias de aventuras de El Cid, Don Quixote, Sancho Pança, de tantos outros heróis que sempre lutavam pela paz e alegria entre os homens... mas, em especial, ... Lui amava tudo que Charles Chaplin havia feito e deixado para o mundo e, incontáveis e incansáveis vezes ele assistia os filmes de Chaplin ou lia tudo que dizia respeito a aquele Grande Homem.

Era conhecido entre amigos e familiares, como Saltinbanquista, Chaplinero, Bicicletómano, Acrobata, Anarquista, Romântico Sonhador, Mágico Ilusionista, Palhaço dos Sonhos, entre tantas outras qualidades.

Em suas viagens, a Familia Flamini ia de bicicleta pois, Lui - o lider do grupo, dizia:

" O mundo deve andar de bicicletas, pois assim aproveitamos as paisagens e sentimos o frescor do vento tocar nossos rostos... !"



Por onde passavam todas as pessoas riam muito vendo aqueles quatro palhaços pedalando, levando tantas coisas em suas bicicletas para montarem seus cenários.
.
-  "Aqueles palhaços, pareciam palhaços !"

E não havia quem não parasse para admirar a passagem dos quatro amigos, pedalando, sorrindo, seguindo sempre fortes e firmes em busca da alegria, da felicidade... pedalando... pedalando...

Uma noite, muito fria, dormindo na mata, Lui estava muito sensível olhando o firmamento, tentando ouvir o silêncio da mata, algum ruído de pequeno animal, sentindo o frio tocando seu rosto.... Então começou a compor um poema. Estava com saudade e queria rever sua familia que havia deixado na Argentina há quase cinco anos.

Preparavam-se para o regresso ao lar...

Não se sabe porque, ... Lui parou de sonhar !...

Ele sonhava voltar para casa e rever sua familia. Ele sonhava continuar seguindo pelas estradas, pedalando, levando a amizade, o sorriso a todas as pessoas humildes que encontrava pelo caminho... Ele queria ser como Charles Chaplin e abraçar o mundo todo...

Voltando da Colombia, pedalando, com destino a Argentina, quando estava chegando na Bolivia, em uma pequena curva da estrada por entre a mata, Lui parou de sonhar ! Foi atropelado por um ônibus que não conseguiu evitar aquela tragédia. As pessoas correram para tentar salvá-lo.... Ele estava ali caído ao chão, silencioso, olhando tudo a sua volta, sem expressar qualquer dor... Olhou sorrindo para Verso, o seu irmão:

- Verso, ... naquela noite que fazia tanto frio, eu recebi uma Luz que me disse para escrever esse poema. Siga com a Familia Flamini,... siga com Deus e leve a todos os cantos desse mundo a mensagem de alegria, de amor, de paz da Grande Familia Flamini !

Verso, abraçou seu irmão silenciosamente sem nada falar. Todos os presentes, consternados, também em silêncio iniciaram uma oração...

Lui despediu-se do mundo com um sorriso timido nos lábios, ingênuo, inocente e seu espirito foi levitando serenamente até Deus !

Verso tomou o poema em suas mãos e começou a ler aos presentes, emocionado entre lágrimas e sorrisos !

" mira como se nos va la vida, ...
   mira un buen rato que su dia termina,...
   y vuelve a empezar,...
   cada dia una vida nueva !

   mira,... volar esa hermosa mariposa,...
   volar por un dia no es una gran cosa,..
   para ella es una eternidad,...
   un dia es una vida entera !

   atento que la muerte esta a la vuelta de la esquina,...
    firme que la vida es ahora ,...
    y hay que aprovechar,...
   a vivir con intensidad !

   cada dia es una vuelta de pagina,...
   del libro de tu vida,...
   llenalo de paz,...
   de palabras magicas !

   mira,... no podemos evitar los procesos naturales,...
   de la infancia y la vejes , ...
   inquebranmtable !
   la felicidad no esta,...

   en las cosas de afuera,...
   mirarse a uno mismo,...
   para caminar,...
   y vivir con tranquilidad ! ".
  
Nesse mundo em que vivemos há muitos Anjos que nos acompanham, travestidos de pessoas comuns, simples, humildes ... e nos convidam sempre a seguir um caminho de paz, de alegria, do Bem. Nem sempre conseguimos perceber suas presenças e, às vezes, quando percebemos ...

Lui, foi um dos Anjos que Deus enviou para plantar a amizade e alegria entre tantos que puderam ter a felicidade de conhecê-lo e sentir a sua luz ... Ele estava sempre sorrindo... e voltou sorrindo para o Céu !

Seus amigos, também Anjos Mensageiros de Deus, disfarçados como 0s Palhaços - DEMIAN, VERSO e MARIANO, continuam levando alegria e esperança às pessoas mais simples, independente de cor, de raça, de credo ou quaisquer outras coisas, dos lugares mais distantes, sem nada pedirem a si próprios ... mas, tão somente, com o sentimento de boa vontade e muito amor para transformar uma parte do mundo em um eterno " SMILE " !

Saudemos o Lui, chorando com muita alegria ! Pois, como Palhaços que somos, o melhor presente é ver a platéia "Chorar de tanto Rir !"

Raul Neves Abreu
29/12/2009  20:37