domingo, 29 de agosto de 2010

A VIAGEM














Era uma noite quase madrugada, o vento frio soprava da montanha que ficava na parte alta da cidadezinha. A escuridão tomava conta de tudo, noite esquisita... O medo invadia nossos corações.

Voltávamos da casa de uma tia que fazia festa de aniversário. Estávamos todos nós de mãos dadas: papai, mamãe, minha irmã mais velha, eu, meu irmão do meio e minha irmã mais nova. Acompanhava-nos também o fiel cachorro, um pastor alemão de nome Togo.

Descendo a rua que ia até nossa casa, apenas três quadras distantes de casa de minha tia, avistamos uma bola enorme colorida flutuando por cima da montanha. Parecia um balão... Mas, um balão àquela hora, perto da meia-noite ?

Meu pai brincou conosco e nos assustou: 

- Olhem,... É um Disco Voador ! Os Marcianos estão invadindo a Terra !

Agarrâmo-nos com mais medo ainda e começamos, nós as crianças, a chorar em situação de pânico. Um Disco Voador ! Não se falava outra coisa naqueles tempos. As emissoras de rádio transmitiam, inclusive, vozes que diziam ser do ALÉM !

ALÉM ?

Éramos crianças com menos de dez anos de idade e nunca havíamos escutado essa palavra tenebrosa chamada “ALÉM”. Isso sugeria algo pós-túmulo,... coisas dos mortos, de fantasmas, de filmes de terror !

Não dormimos aquela noite. A luz do quarto ficou acesa a noite toda. A todo instante meu pai ia em nosso quarto verificar se tudo estava em ordem. Dormíamos eu e meu irmão em um quarto, minhas duas irmãs em outro quarto e a empregada em outro quarto ao lado da cozinha. A casa era bem grande, havia cinco quartos sendo que um destinava-se ao quarto de estudos e biblioteca.

Não nos atrevemos a sair do quarto nem pra ir ao banheiro... Ficamos todos escondidos embaixo das cobertas tremendo de medo.

Nos dias que se seguiram as emissoras de rádio, TV e os jornais noticiaram o aparecimento de OVNIS em toda a região. Por ali ficava a Força Aérea Brasileira, com base em Pirassununga onde também haviam registrado o aparecimento dos OVNIS.

Pânico total.

O Padre chamava os obreiros para orações diárias, pois anunciavam o FIM DO MUNDO !

Os dias foram se passando e as aparições não mais foram comentadas.

Anos se passaram. Eu já estava casado e tinha dois filhos pequenos com idades de cinco anos e dois anos.

Certa vez, viajando durante o dia, perto das seis horas da tarde, nas proximidades de Pirassununga avistei algo estranho no céu fazendo evoluções muito rápidas. Estacionei o carro, saí e fiquei observando.

Não era nenhum objeto que pudesse ser identificado como algo conhecido em nosso planeta. Era muito rápido em seus deslocamentos tanto horizontalmente quanto verticalmente. Deslizava em uma velocidade que mal podia ser acompanhada com os olhos e, ao mesmo tempo, estacionava de imediato no ar e voltava a disparar para algum sentido que não era possível entender. Fiquei com medo novamente, mas despertou-me grande interesse e curiosidade.  Mentalizei um contato com “eles”, transmitindo algo como: “quero conhecer vocês !”. No mesmo instante aquele objeto disparou em altíssima velocidade e sumiu.

Ficaram todos assustados, minha esposa e filhos. Contei aos meus pais e amigos. Claro, ... ninguém acreditou no que eu havia visto e contado, mas apresentaram várias versões tais como eu estava cansado da viagem, ou devia ser um foguete de festas juninas, quem sabe uma pipa, até o Arco-Íris,... um pássaro... inventaram de tudo pra explicar o inexplicável.

Recentemente, 30 anos após esse ultimo episódio, vinha de Campinas para Ribeirão Preto e na mesma região entre Leme e Pirassununga, por volta de uma hora da madrugada, em Maio de 2010... parei o carro no acostamento, desliguei e apaguei as luzes. Fiquei contemplando estrelas e as movimentações de possíveis cadentes ou cometas.

Novamente avistei uma bola enorme, que parecia de fogo, que vinha deslizando no horizonte vagarosamente. A estrada estava sem muito movimento, acho que ninguém percebeu. Olhei atentamente e percebi que era o mesmo tipo de objeto que havia observado quando eu tinha nove anos de idade. Desta vez não fiquei com medo e imaginei: “ quero conhecer vocês”.

Aquele objeto continuou deslizando e balançou várias vezes, como que se tivesse entendido minha mensagem e respondido positivamente. Em seguida, em altíssima velocidade sumiu daquele espaço. Seguiu-se uma ventania gélida... talvez o medo, sei lá,... mas a mesma sensação de quando eu era criança.

Nessa ocasião, escrevi a crônica ESTOU CONTANDO ESTRELAS, pois eu pensava na mulher que eu amava. A cada momento que eu me lembrava da mulher, também me lembrava da nave, do objeto, ou sei lá do que posso chamar.

Estou sozinho no mundo. Minha mãe se foi para a outra vida faz pouco tempo. Meus filhos não moram comigo. Tenho poucos amigos reais, não tenho o hábito de sair, durmo pouco e passo horas estudando sobre vários assuntos de filosofia, esoterismo e até coisas sobrenaturais, como ufologia.

Dormi muito cedo, faz poucos dias. Tive um sonho com aqueles encontros que tive durante minha vida. Ah,... não posso esquecer a vez que foi mais maravilhosa em uma praia em Ilhabela, por volta de uma hora da madrugada quando, do nada, surgiu do meio do mar o mesmo tipo de objeto não identificado, todo colorido, silencioso, fazendo evoluções e sumindo da mesma forma que apareceu.

Esses dias durante o sono apareceu-me uma figura muito estranha acompanhada de outras três pessoas (pareciam pessoas, com formas muito parecidas com a nossa), mas que não consegui identificar direito.

Não sei se foi um sonho, mas transmitiram a seguinte mensagem:

- Irmão, você foi escolhido há muitos anos. Estamos observando você desde aquela noite em Tambaú quando era apenas uma criança. Agora chegou o momento de você se preparar para a Grande Viagem que deverá fazer dentro de próximos dias !

Fiquei assustado. Próximos dias ? Mas por quê ?

- Você tem se comunicado conosco desde aquela primeira vez e estivemos preparando o seu corpo e o seu espírito para ficar entre nós por muito tempo. Aproveite seus dias para organizar sua vida e despedir dos seus entes queridos. Vai ser uma viagem muito longa e talvez você não volte tão cedo, apesar de que aonde vamos o tempo não se conta, mas os seus já não estarão mais aqui quando você voltar !

Eu vou viajar ? Mas como ? Com que roupa? Será quer faz frio, é longe, é perto... há tanta coisa pra saber...

- Não se preocupe. Existe aqui muito perto um Portal que está em outra dimensão, invisível aos olhos dos humanos. Está na 5ª. Dimensão e a Terra ainda é um planeta em evolução que se encontra na 3ª. Dimensão em fase de evolução. Esse Portal é chamado O PORTAL DOS SETE PLANETAS e lá há muitos iguais a você que estão há muitos anos estudando e trabalhando em função da paz neste planeta e outros ainda em dimensões inferiores. Esta é a sua missão e deve preparar-se já para assumir junto aos seus.

Mas,... como vou fazer com as pessoas que amo, que conheço, que me conhecem....

- Tudo já está resolvido. Você ainda tem muito tempo. Daqui a uns cento e vinte dias voltaremos para buscá-lo e até lá, comece a se despedir discretamente daqueles que mais ama.


E como será essa viagem ? Não vou sentir nada estranho ?

- Não se preocupe. Vamos prepará-lo. Você vai sentir uma leve sonolência ... e em alguns segundos já não estará mais nesse mundo !

Acordei logo cedo atordoado com aquele sonho. Que coisa esquisita, como pude sonhar com aquilo se não vi nenhum filme a respeito, não li nada, não vi televisão, não me indispus contra ninguém, não fiz nada de errado... a não ser pensar tanto em minha vida que anda tão sem graça ?

Passei o dia andando pelas ruas e pensando. Olhei as arvores da praça, as pessoas passando, os carros, os pássaros... Tudo parecia ser um dia de feriado, como um domingo pela manhã: tudo parado em pleno dia de trabalho.

Eu gostaria tanto saber o que iria acontecer daqui uns trinta dias, por causa de um pedido que fiz... Mas, ela já confessou que já se relacionou com outro, deve estar feliz assim e não me quer mais...

Interessante: meu irmão e cunhada vieram me visitar hoje, agora há pouco, interrompendo esta narrativa. Não estávamos nos relacionando desde junho por causa de um desentendimento tão sem sentido !.

Vieram tão solícitos, alegres, dizendo saudosos,... e vieram me dizer que Stella e outras amigas têm saudade de mim e que gostariam de telefonar. Perguntaram se elas poderiam me telefonar porque estavam se sentindo muito mal por nossa separação desde junho passado. Claro que concordei, afinal, foi apenas uma cena de ciúme bobo que fez com aquela moça se alterasse comigo... Eu estava acompanhado de uma amiga, prima de minha cunhada e que não era nada mais que uma conhecida... As pessoas confundem tanto as coisas... ! E agora ela quer se desculpar por aquele engano e voltar, junto com as outras amigas, a se relacionar comigo.

Que coincidência incrível: tudo se encaixando dentro do que "me disseram" que já estavam preparando tudo...! Eu estava triste por esse afastamento e agora, ... tudo voltando ao normal.

Amanhã começo a arrumar a casa, seja lá o que for... Acho mesmo que chegou minha hora de partir e conhecer outros mundos (???). 

Mas, se não for mesmo um sonho que me assusta em um momento de tanta fragilidade emocional, se realmente é uma viagem que vai acontecer e eu não tenho outra escolha, preciso reafirmar meu amor por tudo que sempre prezei pelo bem querer a todos meus amigos, minha saudade aos meus filhos e o meu mais sincero amor pela mulher que tanto amo e que tanto gostaria de estar com ela hoje, apesar que acho que ela esteja interessada em outro e talvez já se relacionando com ele... Não faz mal, melhor assim que tenha quem possa dar-lhe atenção e carinho em minha ausência pois a vida é dinâmica, nada para mas tudo continua e se renova a cada instante... Será a vontade do Criador ou nossa mesma por nossas perfeições ou imperfeições ?

Mas,... se tenho que partir, desde já deixo meu sorriso de muita alegria por ter convivido com pessoas tão boas e, ao mesmo tempo, vou tentar segurar minhas lágrimas de saudades pelos momentos que não poderei continuar na companhia de tantos queridos (e dela). Sentimento estranho: medo, euforia, alegria, tristeza, incerteza, curiosidade, aventura,... Saudade !

Tomara que isto seja apenas um sonho ! Amo esta vida e todos que fazem parte dela !

QUANDO NADA MAIS RESTA





Aquele casal mais uma vez estava conversando ao telefone. Ela ouvia uma música. Talvez aquela música estivesse dizendo algo que só o seu coração pudesse estar entendendo. (a gente sempre tem uma música que nos lembra alguém...)

 Ele não conseguiu perceber naquele momento, qualquer coisa a mais sobre a mensagem da música, se é que havia, a não ser a beleza da melodia, da letra e da bela interpretação...

- Estão tocando uma música lindíssima da Ana Carolina, chama "Resta" ela canta junto com uma cantora italiana chamada Chiara Civello. Maravilhosa.
- Sim. É linda mesmo... estou ouvindo. Você tem bom gosto.
- Eu queria tanto me apaixonar...
- Eu sou apaixonado por você...
- Será ?
- Sim, sou apaixonado por você. Você não acredita nisso ?
- Não tenho dúvidas que você gosta de mim... Mas,... será que só você gosta de mim ?
- Bem,... eu não sei... Há mais alguém ou alguéns ?
- Outros ? Outros é muito bom,... (risos). Sim tenho um fã.
- Mas,... qual a dúvida ?
- Tenho minhas dúvidas se quero você novamente...
- Por quê ? Apaixonou-se pelo fã ?
- Sim. Gostei muito
- Não gosta mais ? Você se envolveu com ele ?
- Ele não é livre... Não tenho vocação para estar em segundo plano...
- Mas,... então houve alguma coisa ?
- Bem,...
- Então é por isso que você não me quer mais ? Ainda gosta dele...
- Nâo. Eu não gosto mais dele... Acho que não tenho mais coração.
- Você tem coração sim e sei que ainda gosta de mim... Talvez tenha algumas mágoas. E eu sou apaixonado por você...
- Mas paixão só é bom a dois...
- No dia que você me der nova chance, você vai sentir o quanto a amo e eu sei que vou conseguir fazer você voltar a gostar muito de mim... e me querer para sempre...
- Não preciso tanto. Você é muito convencido... Eu queria tanto me apaixonar
- Por mim ?
- Por você ? Eu gosto de você... apenas gosto. Já fui muito apaixonada,... agora apenas gosto... mas não me sufoque que posso mudar de idéia...
- Mas meu amor por você não tem nenhum valor ? Isso não lhe diz nada ?
- Tem sim. Mas não sei... Você não me dá trégua... Assim não sei mais nada...
- Bem, tenho que lutar, será que não vale a pena lutar pelo que mais se deseja ? Se você não me ama, mas apenas gosta, podemos tentar, não podemos ?
- Não sei,... vamos esperar...
- Eu sei que você gosta da minha companhia, de passear comigo, das coisas que faço, dos cuidados que sempre tive com você,...
- Sim, gosto. Gosto de tudo isso em você. Mas não gosto de mentiras.  Houve muitas mentiras.
- Eu não estou mentindo. Te amo de verdade... Se você me atender, verá que não estou mentindo... Acho que você pode estar enganada, pois sempre fui sincero do meu amor por você. Não mudei meu sentimento !
- Chega ! Você vai me fazer mudar de idéia... Chega !
- É,... você tem razão: houve um tropeço,... há um tropeço... deve haver algo mais em sua vida ! Preciso me acostumar com isso... Não posso mais me humilhar e sofrer tanto implorando que volte para mim.  Ouça a música de Ana Carolina, talvez ela diga algo a você que eu ainda não entendi. Eu vou tentar me acostumar com o novo,... só ! Esta é a minha última tentativa ! Mas,... acho que podemos nos dar uma nova oportunidade... quem sabe se mais tarde vamos brindar por isso ou então chorar por não ter tentado ? Não se esqueça que eu a amo muito mais do que você imagina ! Mas,... se nada mais resta de você por mim, ...não vou poder fazer mais nada além de sonhar que um dia quase fui feliz ao seu lado !








“Eu já não sei respirar quando estou ao lado seu
Juro que me falta o ar, a paixão bateu
Você é aquela mulher escondida nas letras de tantas canções
Deste lado do rio, posso ver tudo o que é seu
Delicadeza e mistério que nem você percebeu
Quero chamar sua atenção com as pausas do meu violão
Resta, nada, resta
Leio o seu nome nas águas do amor que corre a deslizar
Passa, tudo, passa
Se eu não consigo dizer, só posso escrever cartas com o olhar
Com o olhar...
E as minhas cartas sempre irão dizer,...
Que meu amor por você é muito,...
É muito, ... muito,...
Mas muito maior do que você possa imaginar !”







MOÇA DE 36 ANOS



Era um baile de músicas variadas. Naquele instante tocavam musicas que a juventude presente ficou extasiada. Era estilo "universitário" anteriormente (muitas e muitas décadas atrás) era conhecido como "Música Sertaneja".

A maioria dos presentes, formada de jovens, com suas roupas típicas para a ocasião, ou seja, jeans, botas e chapéus cantava uníssona. De repente, aquele senhor de terno e gravata, aparentando uns 45 anos postou-se à frente de uma mesa para apreciar a manifestação dos jovens, sem perceber, entretanto, que atrapalhava a visão daquelas pessoas sentadas às mesas logo atrás.

- Moço, o Senhor é Político ?
- Político ? Eu ? Por que ?
- Com essa roupa que não tem nada a ver com a música e em época de eleições. Só pode ser candidato. O Senhor é candidato a que ?
- Ah ! Candidato ? Bem,... não espalhe pra ninguém mas estou me candidatando ao Cargo de Imperador do Mundo e hoje eu vim aqui pra apresentar a minha plataforma polítca....!
- Imperador do Mundo ? Mas a eleição não é para Presidente ?
- Sim, é para Presidente sim,... mas depois que acabarem de tocar essa música, eu vou ser chamado para apresentar meu programa de governo como Imperador.
- O Senhor está falando sério ?
- Claro que estou !

A moça, aparentando uns 36 anos, ficou nervosa e virou-se para a sua "galera" (os amigos das mesas vizinhas) e gritou:

- Olha aí, gente. Tem Politico aqui querendo acabar com a nossa festa !

Vaia geral. Até a banda parou de tocar e de lá do palco manifestações agressivas contra aquele tipo mal desejado no local. Veio a Segurança dar proteção ao indivíduo pois um grupo muito afoito queria linchar o coitado do homem.

- Ei gente ! É brincadeira... É brincadeira.  Eu não sou político não.  Eu vim aqui nesse baile com esse terno porque eu não sabia que poderia entrar com roupa esporte.

Uns conhecidos do sujeito, muito preocupados, puxaram-no de lado dando-lhe o devido sermão:

- Ô mermão,... tu é mesmo burro. Onde é que se viu vir aqui com essa roupa e ainda dizer que é candidato? O povo aqui quer só cantar e dançar e politico aqui não tem vez.

A moça que havia chamado a atenção do pessoal ficou penalizada e sentiu-se culpada. Tentou acalmar o pessoal dizendo:

- Eu estava brincando, pessoal... Eu estava brincando. Ele é meu amigo e veio aqui pra dançar comigo....

Embora muito desconfiados, os mais revoltados voltaram aos seus lugares e a banda recomeçou a tocar.

- Ah, moça, muito obrigado por salvar minha pele. Puxa vida,... eu também não tinha que fazer brincadeira fora de hora. E agora se eu não dançar com você....
- Venha, vamos dançar. Você sabe dançar?
- Bem, esse tipo de música não. Mas se voce me ensinar....

O Homem suava de preocupação, de calor, de medo e dos passos agitados da dança. Aos poucos foi se acostumando... 

- Qual seu nome, moça?
- Izilda. E você ?
- Arthur
- Arthur ? Legal.... Olha: estão cantando aquela música do Eduardo Costa,... Moça ! Ouça como é linda.

Dançaram durante toda aquela música que foi cantada por todos os presentes, como se fosse um hino. Que emocionante... Coisa de dar tremedeira de tão bonita que foi a manifestação geral.

Dançaram outras músicas e outras seleções e ficaram amigos.

Arthur sentou-se a mesa de Izilda e conheceu todos seus amigos,... aqueles antes agitados e depois de muitas  cervejas, piadas e cantarolas...já não havia mais gravata, camisa aberta, paletó jogado num canto,... e sorriso geral.

- Moça: é verdade que você tem 36 anos ? Juro que pensei que tivesse no máximo uns 25 anos.
- É, as aparencias enganam, né ? Você também não parece ter os 40 que falou. De próxima vez, venha vestido a carater, com a roupa mais apropriada que a idade não será problema algum para a nossa turma toda que veio aqui só pra festejar a alegria de sermos amigos ! Seja bem vindo ao nosso grupo !

Arthur olhou pensativo para aquela turma toda de copo erguido na mão, fazendo brinde a chegada de um novo amigo...

- Um brinde a vocês todos. A vida nos ensina cada coisa boa a cada instante.... Feliz de estar aqui com vocês !

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

SAUDADE

É muito difícil falar sobre a Saudade,... ao mesmo tempo que é tão banal falar e sentir ! 


Só o tempo pode dizer durante a longa espera e só o coração conhece as razões de esperar. Que os bons pensamentos sejam mensageiros e consigam adentrar nos corações e plantar a semente da paz, da harmonia e do amor !

Todos os versos já escritos e declamados, todas as canções, todos os sorrisos e todas as promessas. Nada é tão dolorido quanto a espera e nada é tão feliz quanto ao reencontro !

Haverá canção que sensibilize e traga de volta ? Só há uma coisa que pode ficar e fazer bem: " A doce lembrança !"





segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Até qualquer dia ... !
























AU REVOIR !

J'ai décidé de tourner la page !
Je me suis dit: "je vais t'oublier !"
J'ai pris tous tes mots, j'ai tout effacé
J'ai pris ton visage, je l'ai déchiré.

J'ai écouté toutes tes chansons,
Je me suis posé plein de questions,
Et j'ai entendu ta propre voix,
Qui me disait de chercher une autre voie !

Je t'écris ce dernier verse
Pour te dire que tu as raison,
Je regarderai dans d'autres diréctions,
J'enlève de cette histoire toute la poussière,
Et avec une larme je scelle:
"Je ne regarderai pas en arrière !"

" Cella ne fait rien, n'avoir rien de mieux à faire... jamais !  Au revoir,... à toute l'heure,... ADIEU  ! "

Raul de Abreu
23 / 10 / 2010

domingo, 22 de agosto de 2010

SEUS BEIJOS...



Adorei seus beijos: parecia que eu estava nas nuvens ! Roubados, eu sei... Mas acho que você também gostou, Fingiu sim, disfarçou, fez charme... mas gostou !

Você toda tímida, amedrontada, relutante e depois não resistiu e consentiu.

Adorei seus beijos. Fazia tanto tempo que eu não a abraçava tão suavemente quanto abracei nesses dias. Você não pode imaginar o quanto é maravilhoso abraçar e beijar a pessoa que a gente tanto ama. Talvez tenha esquecido, desgostado, sei lá... mas encostar meus lábios aos seus não há nada nesse mundo que possa ser tão maravilhoso como foi !

Não se assuste. Não fique atordoada. Tenha paciencia que ainda vamos nos beijar muito, livremente, com muita vontade e esquecer de vez tudo que as vezes tenta atrapalhar.

Ame-me suavemente e de verdade que eu tenho todo meu coração pra entregar só a você ! Não se esqueça disso:  Amo muito mais do que você possa imaginar e nunca houve ou haverá alguém que a ame tanto. !

Nâo esqueça de meu pedido. Um passo de cada vez e você saberá toda a verdade, mas agora só você pode dar esse passo.

Há muita coisa boa nessa vida. Há coisas alegres, engraçadas, divertidas, relaxantes.... mas nada há como ter alguém que está sempre pensando com muito carinho e querendo oferecer tudo isso que é tão precioso e só você tem de mim !

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

CIAO




Não há nesse mundo o que UNA o que não mais quer ser UNIDO !

Um jarro de cristal quando cai e se parte em milhares de partes, nunca mais vai ficar como era antes... aliás, vai sumir tanta coisa que se colarmos com a melhor cola existente no mundo,... nem assim vai ser qualquer coisa de valor.

Há quem diga que só Deus pode unir o que partiu em tantos pedaços. Mas, também, dizem que Ele dá o caminho pra cada um seguir e não há como Ele interferir na vontade de um contra a vontade do outro.

Outro dia vi pela televisão, um jogador, logo após vencer a partida de futebol, levantando sua camisa e mostrando as inscrições em sua camiseta:  JESUS ME AMA ! E, ao final do jogo, ele proferiu aos jornalistas que o entrevistaram:

- Graças a Deus nós ganhamos porque Deus está conosco e eu sou de Jesus !

Nem sei o que dizer sobre isso, porque os jogadores do outro time também eram Cristãos e também acreditavam em Deus. Será mesmo que Deus deseja a vitória de um contra o outro ? Dificil pensar assim...

Porisso, cheguei a conclusão que se a ponte caiu e em seu lugar ficou um abismo onde pelo menos um não deseja mais reconstruir... então o certo é um chorar de um lado e outro pular de alegria do outro. Mas, quem chora porque carrega no peito um sentimento partido, como aquele jarro de cristal, vai juntar todos os pedaçoes e viver na doce ilusão... enquanto o outro vai sambar por aí... gargalhando com seus amigos !

Que assim seja então ! É a vida ! Há quem tenha  e quem não tenha !

Aí então, o Arrelia, aquele homem muito educado, Advogado formado, que se travestia de palhaço e quando estava na platéia frente aquela multidão,... ele chorava, sabe-se lá se de alegria mesmo... 

Nem todo mundo é Arrelia. Então o jeito é disfarçar e viver sorrindo, gargalhando, pulando e dançando, como um bobo por aí... porque nem cola Superbond vai consertar o encanto que já se foi !

Mas,... o amor é mais forte que tudo e é capaz de unir em grande felicidade jogando fora tudo aquilo que não tem tanto valor, mesmo que mais precioso cristal - um objeto apenas que nutre as vaidades e as paixões. O amor vence as paixões, as vaidades, os desencontros... Basta apenas querer e dar a chance cada um ao outro e nenhum abismo irá jamais separar !

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

QUISERA TER ALGUÉM COM TANTO AMOR ... !

Dedico a Ivonne a quem sempre amei e sempre vou amar !






Bem distante lia um poema que continha uma Carta de Amor. Emocionou-se e voltou seu pensamento àqueles momentos que se passaram... Insegura, riscou na areia da praia um desejo:

" Quisera eu ter alguém que declarasse o seu amor com tão belas palavras... ! "

Dias se passaram,... meses. Tudo acabado. Não mais desejava aquelas belas palavras, mas sim a distância e não o encontro que sufocava:

- Não sei o que quero. Não sei... Tenha paciência,... preciso estar só,... preciso me encontrar ! Nesse momento só posso lhe dar a minha amizade e o meu carinho. Nada mais. O tempo se passou, agora não é mais o momento ...
- Mas eu a amo com todas as forças,... nunca deixei de amá-la ! Não posso viver sem você. Eu sei,... errei, mas um grande amor não pode morrer assim. Quem ama perdoa, ... não jogue fora nossa chance de sermos felizes !
- Agora,  ... Por favor não insista ! Houve o momento, tantos momentos, e você... Eu me senti desprezada, doeu muito, chorei tanto,... agora não posso mais... Preciso de um tempo, estou insegura de mim, de você, da minha vida, de tudo...
- Não ! Preciso que me dê uma chance ! Não posso deixar um sonho ir embora ficando aqui passivamente contemplando. Tenho que lutar, você é tudo que mais desejei em toda minha vida ! Preciso de você...

Não percebeu que tantas outras vezes tantos poemas foram escritos, nos papéis, no pensamento, nos carinhos, nos beijos, na atenção...

- Por favor,... não piore as coisas. Preciso ficar sozinha !
- Está bem ! Se é a vontade de seu coração... Mas eu sei que você ainda vai sentir saudade de mim e eu estarei aqui esperando esse momento pra lhe dar todo o meu amor ! Não se esqueça nunca o quanto a amei, amo e sempre amarei. Não acredito que tenha havido ou que haverá alguém com tanto carinho, tanto amor, como eu sempre amei !

... A vida é estranha ... Mas eu vou esperar. Se não consegui demonstrar, se não houve um poema, uma carta de amor, uma declaração que pudesse sensibilizar o seu coração, apesar de tantos e de meu esforço...

... Que o poema que fizeram lá distante fique para sempre como uma lembrança do que vai dentro de minh´alma triste na esperança do seu regresso ... (ti voglio tanto, tanto bene) !

... " Assim como as águas de um rio cristalino, que atravessa frias montanhas e obstáculos dos mais diversos e vai correndo incessante para o mar, formando ondas verdes e azuis, que vão e vêm, refletindo a beleza do infinito, ... assim também é o sentimento que vai flutuando por um espaço sem fim e  quando, inseguro, imaginando que nada mais existe (non c'è piu) ... retorna à consciência deslizando sobre ondas suaves em cores majestosas procurando o caminho seguro de volta para a casa, a casa do coração ! "


NON C´È PIÙ


Onda blu, dove vai
Non lo chiedero
Cio che tu perderai
Non lo cerchero


Cerchi di sfociare
Corri sempre giu
Quando trov il mare
Fiume non c'è più


Wave o f blue, long ago
Nothing but a stream
Rushing through mountain dew
To the sea's cold gleam
Nothing but a stream
Towards the ocean dream


Nata dal cielo
Day bay day, deeper now
Al di là per quel
Songo sempre piu


Aldilà delle colline
Scorri outre il confine
Fiume non c'è piu


Rolling wave, calling now
Voices clear and pure
Find the way home somehow
Find the way for sure


Quando vuoi sboccare
Scorri sempre giu
Finché trov il mare
Finché non sei piu


Wave of green, wave of blue
Flowing home...


Non sei piu !!!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

FOI SEM QUERER... MAS FOI BOM !


Dona Maria Augusta, uma senhora da alta sociedade, foi na noite anterior em um Vernissage de uma das comadres da sociedade local.

Foi uma festa e tanto: champanhe, caviar, música, muita badalação... Ela tomou quase todas e voltou pra casa quase quatro horas da madrugada...


- Ai, meu Deus, eu tenho que dormir logo porque amanhã cedo eu marquei encontro com meu Personal Training lá na praia...  Hummmm, ... aquele cara é de matar... Que corpo ! Tenho que descansar pra agüentar o malho que ele vai me dar... !

Tocou o despertador ... e ela começou a pensar alto:


- Ah, hoje eu levantei bem..  ! Devia ser umas 7 horas da manhã, notei que durante o sono o meião tinha saído da minha perna esquerda... Tudo bem, o meião era surrado e velho, mas por que abandonou minha pernoca? Então, levantei, espreguicei, olhei na janela: Sim, vai sair o sol hoje, pensei com meus botões ! Olhei no espelho e disse: "p.q.p." esqueci de tirar a maquiagem novamente !


... Aí vi que tinha um olho inchado, me pareceu que era um “viúvo”, então fui correndo tomar um bom banho e notei que tinham mudado meu sabonete ... "p.q.p." ! A empregada sempre esquece qual é o meu sabonete preferido ! Mesmo assim, não fiz drama, me banhei, apesar que fazia um frio do cacete ! Logo, saí do chuveiro, olhei o espelho e pensei: Não: sem um “fotoxópi” eu não me agüento ! 


... Então, peguei a maquiagem e comecei a me reproduzir !

... Que desastre: era produto importado que eu ainda não conhecia, escrito tudo em alemão e eu mal falo português... Devia estar escrito algo do tipo:  “ se estiver com a pele sensível, não use. Faça o teste na pele antes... se aparecerem manchas vermelhas, é porque você tem alergia ... !  etc., etc., etc.,. pqp, que mérda ! “

... Ferrei-me toda: olho inchado do lado direito, nariz inchado, rosto inchado e pescoço parecendo bunda de porco: todo cheio de pururucas !


... Ai meu Deus, que desastre ! Pensei: tenho que dar um jeito ! Oras, ... vou ter que ir à praia hoje de qualquer maneira... Hummm,... aquele Personal !


... Fiquei imaginando: pra desinchar essa merdança toda, vou ter que usar água boricada gelada. Usei,... não resolveu !


... Bem, então um colírio, comprei o moura Brasil, passei,... não resolveu ! Usei o Lerin, o Fresh-tears, um Lágrimas de orvalho,... cacete,.. nada resolveu. Fiquei mais inchada ainda do que perereca mal lavada.


... Ah, pepinos ! Coloquei pepinos, mais de uma hora... nada ! Bife de contra-filé argentino, ... não resolveu,...  gelo,... também não resolveu ... !


... Aiiii meu Deus, o que vou fazer ?


... Desisti de tudo, deitei-me de novo na cama com uma toalha com cremes hidratantes no rosto ... e eu lá de pernas pro ar,... abertas,... sem meião, sem calcinha, de “vento a favor” e sem ver nada... !


... Bateram à porta e eu pensei: meu marido chegou. 


- Entraaaaaaaaa !


... Filho da mãe, tarado, nem respeitou o meu estado de choque com tudo inchado e já veio pra cima de mim... E não é que o filho da mãe estava bom ? Fazia tempo que meu marido não ficava assim tão excitado... e como ! Vigoroso, poderoso, graaaande, forrrrte,... hummmm ! Nunca vi meu marido tão bom de cama como aqueles minutos, mais minutos, uma hora ! Que macho !... Que será que aconteceu? Será que a secretária andou assanhando ele... e ele tomou uns viagras ??? Aiiiiii   Fiquei com tudo inchado em baixo... inchado,... inchadíssima... MAS FOI BOM ! DELÍCIA ! MARAVILHOSO ! ...Que se dane o Personal !

... Meia hora depois, marido entra de novo no quarto e me diz:

- Oi mulher, a essas horas do dia, quase duas da tarde e você ainda aí na cama ? E de pernas abertas com o vento a favor ?
- Ai maridão, hoje você me deixou doidinha... o que foi que te aconteceu ? Safadinho... Estou toda inchada... !
- Eu ? Do que você está falando ?
- Bem,... você sabe... Mas por que está estranhando ?
- Eu vim aqui só pra ver se aquele filho da puta do pedreiro veio arrumar o vazamento da pia do banheiro do seu quarto... Ele devia ter vindo aqui antes do meio dia... Você não viu ele por aqui ?
- Ah... o pedreiro ? Então era o pedreiro ????  Aiiiiiiiiiiiiii filho da puta,... Bem, que eu estava desconfiada que tinha alguma coisa MUITO ERRADA ... !   Não vi ele não ! 

terça-feira, 10 de agosto de 2010

A VACA FOI PRO BREJO !



Ontem, caminhando pela calçada, fui abordado por um vendedor ambulante que vendia artigos do norte, como rede de balanços, colchas de cama, de mesa, panos de prato - bordados e rendas em geral e também alguns artesanatos religiosos.

- Olha aí moço: temos vários produtos do norte, feitos a mão. Muito baratos. O Senhor não quer levar ?
- Não, amigo, muito obrigado. Não preciso de nada.
- Leva para a patroa,... ela vai gostar !
- É,... se eu tivesse uma...
- Tenho aqui um Terço pro senhor. É muito bom. É poderoso . O senhor está precisando de um...
- Eu ? Precisando ? Não freqüento Igrejas...
- Mas estou vendo que o senhor está precisando. Leve esse terço. Só cinco reais. Vai lhe trazer sorte e alívio...
- Alívio ?
- Sim, amigo. Alívio. Quando tudo parece estar perdido, ainda resta uma esperança e só Deus pode ajudar. Leve esse terço que ele vai trazer de volta o que o senhor está querendo tanto...
- Mas,... eu não estou querendo nada...
- O Senhor sabe que está... Leve o terço. Lá no sertão, nós costumamos dizer:  "Quando a vaca foi pro brejo" só nos resta rezar !

Fiquei ali pensando no que ele disse. Como é que aquele baixinho que nunca me viu, poderia me dizer aquelas coisas ? Será que estava escrito na minha testa que eu estava de "cabeça quente" e que realmente estava pensando naquilo que ele me falou ? Pensei que ele ou "lia pensamentos" ou então que era algum tipo de bruxo...  Então comprei o terço e disse que ia levar pra dar de presente para alguém que gostasse de ir às missas!

Mas que coisa esquisita ele dizer:  " A VACA FOI PRO BREJO "... e me recomendar um Terço pra rezar !

... chama-se Terço, porque é a Terça parte de um Rosário que tem 15 dezenas. Segundo consta o Rosário teve origem na Irlanda durante o século IX e naquela época os 150 Salmos de Davi eram uma das formas mais usadas de oração entre os monges. A novena, representa o encontro para orações durante nove dias.


Informações sobre a origem do Terço acesse o site:   http://www.overmundo.com.br/overblog/a-historia-do-terco




Muito bem,... vamos tentar entender a expressão:

   A VACA FOI PRO BREJO !

Em linguagem bem popular, quando as coisas estão difíceis e parece não haver solução à vista, diz-se enfim que "a vaca foi pro brejo" - que também é outra forma de dizer que o negócio "tá ruço", por exemplo. Ou ainda, jocosamente, afirmar que não tem saída "nem que a vaca tussa".

Por falar em vaca - que, no caso, não chegou a ir pro brejo -, voltemos à vaca fria. Qual o berço dessa curiosa expressão? Por que a vaca iria para o brejo?  

Simplesmente porque, em tempos de seca, o gado parte em direção a brejos ou terrenos pantanosos em busca de água, isto é, sobrevivência. E, convenhamos, isso é muito justo, não acham?

No Brasil, temos conhecido muitas situações-limite. Nessas horas, diz-se que nem Deus daria jeito, que a crise é irreversível e que a nação está à beira do abismo - só que, como bem sabemos, nosso país é bem maior do que qualquer abismo que se possa imaginar. 

Nos momentos críticos do cotidiano realmente nem sempre há solução. Gravíssimas questões familiares e financeiras, doenças letais e irreversíveis acabam - em termos mais apurados - conduzindo a rês ao pau, com o mesmo sentido.

Resta apelar para todos os santos de estimação ou contar com a garantia de que, sendo Deus brasileiro, acabará dando um jeitinho.

(O TEXTO ACIMA É DE AUTORIA DE:  Marcio Cotrim... o abaixo é meu)

Talvez quem leia acima não entenda o motivo da expressão " A VACA FOI PRO BREJO  " aqui inserida. Vamos explicar:

Tenho um conhecido, um moço muito educado de nome (fictício) ALBERTO.  Semana passada eu ia passando pela praça da Igreja Matriz e resolvi entrar na Igreja, nem sei porque ! E, pra minha surpresa, lá estava o Alberto rezando, cabisbaixo, triste, ajoelhado no ginoflexório e um terço de novena nas mãos. Derramava lágrimas sentidas !

Nunca soube que Alberto fosse RELIGIOSO pois eu o conheço desde que éramos jovens estudantes no colegial. Ele era todo ativo, filho de pai Juiz de Direito, filho único, fazendeiro e, dizia, primo da Rainha Silvia da Suécia de quem tinha muito orgulho e por quem usava um blazer com o brazão da familia real sueca.

Só pra melhor entender, vamos voltar um pouquinho há uns trinta anos atrás...

... Um dia Alberto trabalhou, por um ano,  na mesma empresa que eu. Tinha o apelido de "Borboleta". Eu era o chefe do setor de Treinamento de Pessoal e fiquei intrigado com aquele apelido e não resisti perguntar:

- Alberto, por que esse apelido ?
- Ah, não sei ! Aquele pessoal lá do Marketing vive apelidando as pessoas... Talvez porque eu viaje muito pra Europa, não sei... !
- Mas é muito estranho isso. Me desculpe perguntar, mas eu me lembro que quando éramos jovens, uns 15 anos de idade, você era o único da turma que dirigia carro e ninguém falava nada por causa de seu pai. A gente ia aos clubes e até lá na sua fazenda e fazia a maior farra com as meninas que você levava lá.
- O que você quer dizer ?
- Bem, você me conhece. Eu vou perguntar na "lata". Tá preparado ?
- Manda !
- Alberto, você é VIADO ?

Alberto ficou pálido e começou a rir em seguida... 

- Pô, meu ! Agora que você descobriu ? Sou sim,... e daí ? O que é meu eu uso como eu quiser !
- Tudo bem, a vida é sua... Mas eu não entendo... Como é que você pode virar viado se quando éramos jovens você promovia as maiores festas com aquelas lindas garotas filhas de fazendeiros ?
- Bem, pra falar a verdade, naquela época eu tinha tesão por mulheres sim... Mas, com aquele montão de homem pelado na minha frente acabei descobrindo que meu negócio é outro !

A partir daí, muito decepcionado, eu fiquei sabendo que o Alberto por trás daquela cara de "TARADO" tinha se transformado em viado (desculpem essa expressão, mas é assim que a gente costumava definir). E descobri que ele até tinha um namorado, descendente de alemães de nome Heinz (fictício).

Dois meses depois, mandaram o "Borboleta" embora porque em um Seminário de Marketing em um famoso Hotel de São Paulo ele assediou o companheiro de quarto, que era seu chefe. Anos depois descobrimos que esse mesmo chefe que o demitiu, dizendo-se heterosexual, revelou-se também ser "Borboleta".

Alberto, muito decepcionado com a demissão, conseguiu uma carta da Rainha Silvia endereçada ao então Presidente da nossa Empresa, apresentando o seu primo e pedindo providências ao Presidente na recolocação de Alberto. Em menos de cinco minutos, fui chamado para a sala do Presidente e ouvi dele que queria que eu imediatamente recolocasse o primo da Rainha pois isso era um assunto muito importante para as Relações Internacionais entre a Alemanha (minha empresa) e a Suécia (prima do Alberto).

Mais que depressa concordei com o Presidente e voltei pra meu setor com o "Borboleta".  O moço estava lindo, todo cheio de maquiagem, com um blazer chic, com o BRAZÃO DA SUÉCIA,  que fazia inveja a qualquer modelo profissional, com um sorriso irônico nos lábios e uma confiança que "ia passar por cima de todos" que até eu que era seu amigo fiquei com medo.

José (ficticio), meu superior, vendo que eu chegava com o "Borboleta" foi logo reprovando o fato de eu estar na companhia de Alberto,ameaçando-nos ... Então, p. da vida e com confiança eu disse ao safado:

- Olha aqui, seu babaca:  o Alberto é sim meu amigo, ele é primo da Rainha da Suécia e o Presidente da nossa Empresa incumbiu-me de recolocá-lo onde eu quiser... Estou pensando em substituir você, pôr na sua "tarraqueta" e te mandar embora, seu filho da puta !
- Estou brincando,... estou brincando... A gente nem pode brincar que vocês já ficam nervosos ? Oi Alberto, que bom que você voltou ! (José gaguejou e tremeu na base com medo que eu estivesse falando sério).

Alberto ficou mais uns poucos meses na empresa e sumiu. Vez em quando me ligava pra contar de suas proezas. Ele estava "casado" com um fulano de nome Walter (ficticio) e sustentava o malandro já fazia anos !

Depois que Alberto saiu definitivamente da empresa, o José tentou me prejudicar várias vezes. Então eu pegava o fone e ligava para o Alberto na frente do José... E o José, sabendo das Relações Internacionais, resolveu ser meu amigo e nunca mais me "encher o saco" !

... Voltando à Igreja  (anos depois do que contamos acima)

- Meu querido amigo Alberto, mas quanto tempo não nos vemos ? O que faz você aqui ? Rezando... que milagre !
- Oi amigão, não morreu ainda seu filho da p. ? Que bom ver você... E aí, resolveu mudar pro nosso time ?
- Sai pra lá jacaré... Quanto mais o tempo passa mais eu gosto de mulher ! O pau já está caindo, mas, como dizem,... "enquanto eu tiver nariz, língua e dedo,....  MULHER NÃO ME METE MEDO !".
- Tem cada idiota nesse mundo.... ha ha ha ha ha !
- E ai, o que você me conta ? Por que está aqui rezando com essa cara de "Maria Sofredora" com esse terço na mão e a cara toda molhada de tanto chorar ? Vai me dizer que está "grávido" e está fazendo promessa pro Santo protetor das grávidas ?
- É,.. antes fosse... Aquele filho da puta me deixou...
- Qual ? O Heinz ?
- Ih, depois do Heinz já me casei várias vezes. Agora era um nortista do cacete... O cara me deixou... Não aguento mais,... vou me matar !
- Que que é isso, homem. Tenha coragem e arruma outra coisa pra se divertir...
- É,... falar é fácil,... mas eu nunca poderia acreditar que um filho da puta desses pudesse virar...
- Virar ? Do que você está falando ?
- Pois é, ... Mês passado foi meu aniversário. Fizemos uma festa de arromba no meu apto. Veio gente de tudo quanto era lugar. Tinha música ambiente, uma delicia... e o Chicão (fictício) começou a dançar com um sirigaita loira... Eu pensei que era alguma amiga lésbica,... mas o filho dum cão ficou dançando com ela a noite toda....
- Bem, mas se ele também é gay, qual o problema ?
- O problema é que de repente ele sumiu e ela também. Então eu comecei a procurar e quando entrei no meu quarto,... os dois estavam na maior sacanagem transando... Nunca pensei que meu homem fosse me trair assim, na minha cara, na minha cama e o piór de tudo COM UMA MULHER !
- Pô, meu. Qual o problema ?
- Se fosse com um outro homem, eu até que ia ficar puto, mas ia entender.... Mas com uma mulher...
- Bem, mas depois vocês voltaram às boas, não foi ?
- Piór: o cafageste resolveu me abandonar e agora vive com aquela vagabunda ! Póde uma coisa dessas ?
- Alberto,... você lembra quando nós éramos crianças e você só gostava de mulher ? Então, de repente, aconteceu um milagre e você resolveu experimentar outra vida... Agora, de repente, você aí rezando tanto, vai conseguir outro milagre e fazer com que o Chicão mude de idéia e volte a gostar de você novamente e assim,... VOCÊS SERÃO FELIZES PARA SEMPRE !
- É meu amigo,... agora, velho como já estou, com rugas, cheio de estrias,... quem é que vai me querer ?
- Não se menospreze, você até que está bem. Vou dizer uma coisa pra você que pode servir de consolo:  Se eu gostasse de viado, eu até que me casaria com você !
- Ah, seu bofe filho da puta... Vou jogar uma praga em cima de você que quando você estiver com a sua mulher o seu "bilau" não vai funcionar nunca mais !
- É Aberto,... tenha coragem... nem tudo está perdido... eu sei bem o que é isso porque a mulher que eu tanto amava também me abandonou e agora eu vim aqui nessa Igreja pra também apelar pra Deus, porque se nem ele me ajudar, vou ter que dizer bem alto e aos quatro cantos:

 "   A VACA FOI PRO BREJO !   "

Não sei se o Alberto vai resolver mudar de preferência de vida e passar a gostar novamente de mulher,... mas eu,... apesar de não saber mais o que fazer... posso até nunca mais ter outra mulher, ... mas eu " QUERO MAIS É QUE A VACA SE DANE "  porque nesta vida homem nenhum vai "virar" a minha cabeça !

Depois de tudo isso, hoje eu fui à Igreja bem cedinho e levei o Terço... ! Vou rezar muitas novenas pra  Deus me trazer de volta o que eu tanto quero !

Mas,... se Ele também entender que " a vaca já foi pro brejo ", que Ele pelo menos afaste o Diabo que tá louquinho pra me "virar a cabeça" e trazer um Capetinha pra me fazer companhia ! Cai fora Xará: de homem eu tenho alergia !

Tenho dito !

sábado, 7 de agosto de 2010

UMA TARDE EM SÃO PAULO !

uma tarde em São Paulo - vista parcial da cidade




Catedral da Sé



Museu do Ipiranga



 A tarde de ontem em São Paulo (06/08/2010)

Como todos os dias, independente se fim de semana ou feriado, levanto normalmente muito cedo. Ontem levantei cedo outra vez e fiquei pensando o que fazer !

Perto de casa, na esquina da outra calçada, há um bar que abre logo as seis horas da manhã. Lá vão vizinhos e trabalhadores que passam pela rua em direção à avenida Ibirapuera para tomarem o ônibus que os levam aos mais diversos destinos de seus trabalhos.

Gosto de observar o movimento e ouvir o que falam. Também gosto muito do cafézinho e de ver o portugues todo agitado atendendo o pessoal:

- Um cafézinho... Pingado ou puro ? Vai uma caninha ? Olha aí o pastezinho saindo... Um pão com manteiga na chapa ? Olha aí seu Chiquinho, tá saindo um caldinho federal de mocotó...!

Tem gente de todo tipo: paulistas e não paulistas, nascidos na cidade ou não, estrangeiros, ... todo tipo de gente e todo tipo de gosto.

Tomei café e depois um "pingado" (leite com café), comi um pãozinho na chapa (com manteiga) e voltei para o apartamento. Vou ler as noticias, ver um pouco o telejornal e vou sair um pouco pra ver a cidade.

O dia estava muito frio, garoento, daqueles que os poetas costumam dizer "BUCÓLICO". Mas, o que fazer numa Sexta-Feira friorenta ? Vou mesmo é "dar um rolê" e ver o que acontece por aí !

O trânsito num dia como esse é muito lento, pensei. Vou mesmo experimentar um "tour" começando pelo ônibus até o Metrô. Pegarei o Metrô e vou para algum lugar no centro da cidade. Ah,... faz tempo que não vou à Rua 25 de Março.

Cheguei na Estação do Metrô. Nesse horário, dez horas da manhã, deve estar tudo tranquilo !  Lêdo engano: não há horário em que o movimento esteja tranquilo na Estação da Sé do Metrô ! Talvez haja momentos de menor movimento, do tipo que você entra "só um pouquinho" empurrado por quem vem atrás e até consiga ficar lá dentro, "em pé" sem muito aperto. Mas, no geral... parece o "estouro da boiada" e você tem que sair da frente pra não ser atropelado. 

Parei bem na frente da plataforma e pensei que seria fácil entrar no trem (metrô) porque eu era o primeiro da fila. O trem chegou ! Puft ! Um empurra-empurra sem parar e eu fiquei lá fora vendo aquele povão danado, desesperado entrando, empurrando quem queria sair e não deixando quem quisesse entrar... Fiquei assustado e dei gargalhadas:  ISTO É A VIDA EM SÃO PAULO ! (risos e gargalhadas) !

Entrei depois de um sufoco danado. Não consegui sentar. Fiquei sabendo naquela hora como deve se sentir uma "Sardinha em Lata" !  Eu ali apertado do lado esquerdo, direito, pela frente e por trás ! Ufa... ainda bem ! Era uma moça bonita às minhas costas e não um tarado esfomeado com vontade de abusar. Lembrei da piada do Gaúcho e dei graças a Deus por não te-la dramatizado "na marra" ali naquele instante e lugar:

Contam que um gaúcho (gostam de mexer com os gaúchos) estava no metrô, em pé, naqueles dias de lotação exagerada, e de repente ele percebeu um homem bem colado atrás dele, mas que usava os cotovelos em suas costas para não "esfregar" muito e não correr o risco de uma confusão. Ai, o gaúcho, com voz dura de macho virou para o fulano e reclamou:

- Bah, tchê ! Tu tá se esfregando aí em minha bunda, tchê ?
- To não, moço,... to não ! Desculpa aí...
- Então se tu não tá, seu frêsco, dê lugar pra outro que teja querendo tchê !

Santa mocinha que estava atrás de mim: bonita, jovem, com uns seios macios roçando minhas costas... Eu até pensei :  "Esse trem é um inferno,... mas isso aqui está um Paraíso !".

Passageiros do Metrô na Estação da Sé
crédito da foto: Paulo Liebert / AE

Parei na Estação São Bento, onde todos vão para as compras na mais famosa rua do comércio do Brasil:  A Rua 25 de Março, mais conhecido ponto de comércio dos árabes seculares no Brasil. Essa rua é tradicionalmente conhecida como "Rua dos Turcos" (não há turcos, só sirio-libaneses), mas que atualmente é quase que totalmente dominada pelos CHINESES.

Movimento de compras na Rua 25 de Março


Loucura:  Sair do Metrô na Estação São Bento, é como experimentar os "corredores Madrileños" em plena "plasa del toro" quando a multidão, em um corredor apertado, vai correndo, fugindo dos touros que vão chifrando e atropleando os incautos que ficarem pela frente !

Consegui chegar na Ladeira Porto Geral onde a uns 50 metros abaixo encontra-se a Rua 25 de Março. Mas, para percorrer esse pequeno trajeto, apertadíssimo, a gente ainda tem pela frente, atrapalhando, milhares de ambulantes com suas barraquinhas e veículos transitando pelo local.  Mas, ... cheguei !

Conheço vários comerciantes ali, tais como Tony Mousaek famoso cantor de músicas tipicas sirio-libaneses, boa pinta, bom sujeito, e que foi celebrizado por sua participação na novela da Rede Globo - "O CLONE" e em várias outras apresentações de emissoras de TV, além de shows em festas da colônia espalhada pelo Brasil. Mas também conheço chineses, peruanos, bolivianos,... e tem até Argentinos vendendo suas mercadorias, além de milhares e milhares de vendedores ambulantes espalhados pelas ruas..

- Olha o pen-drive,... legitimo, ... original.... 60 Gigas, baratinho... Só 20 reais,... Vai um aí, patrão ?
- Aparelho de barbear,... olha a raquete mata-moscas,... boneca inflável,...
- Suco, patrão ? Tem água gelada...
- Suflair,... olha o chocolate... Um é R$ 5 e três é R$ 10 vai levar,.. vai levar ? Faço 5 por R$ 10,.. leva patrão,... leva...
- Pramil,... pramil,,.. pramil,...Leva aí patrão,... a patroa vai gostar.  Só R$ 10 a cartelinha com 20
- Água de côco,... água de côco,...
- Pano de chão e de pratos,... Hoje só R$ 2 a dúzia...
- Brinquedos,... olha os brinquedos...
- Olha aí Madame, aqui temos CD´s baratos. A sra. leva 3 e paga só R$ 5
- DVD,... DVD... leva aí... tem de tudo, nacional e importado. Filmes atuais, originais... Só R$ 3

Meu Deus ! Quem precisa entrar em uma Loja ? Tem de tudo nas ruas. Tem tudo que você possa imaginar de objetos e até de alimentos. Duvida ? Tinha na esquina um sujeito fazendo Paella, outro pamonha, outro sanduiche de pernil, hot-dog, tinha até feijoada... yakissoba, feijão de corda... churrasquinhos de carne, frango, queijo,... milho verde, pipoca, ... Meu Deus ! Que loucura !

 - Com licença,.. com licença,... com licença,...

Andar na Rua 25 de Março em dia de chuva ou de sol, numa Sexta-Feira, ou em qualquer outro dia da semana véspera de Dia de Comemorações (Natal, dia das crianças, das Mães, dos Pais, Carnaval, Dia de Ninguém, de Coisa Alguma,....etc..)... só sendo maluco mesmo. E eu estava "muito doido" pra curtir toda aquela loucura num dia mais doido ainda de manhã fria, garoa, sol daqui a pouco, calor, frio de novo,...

Entrei numa galeria e lá fui até uma loja que vende de tudo para confecção de bijouterias. Pensei em comprar alguns presentes. Comprei algumas coisas e fui até o balcão pagar:  lá estava Dona Dolores, a proprietária, uma peruana muito simpática... Joguei logo uma conversa com ela:
- Então a Senhora é peruana ? Conheço o Peru e tenho muitos amigos lá... Eu trabalhei em uma empresa e recebi muitos estudantes de Engenharia da Universidade San Luiz Gonzaga de ICA...
- O Señor tem amigos peruanos ?
- Sim, todos os anos recebíamos estudantes para fazerem estágio. Eu levava os moços para conhecer a cidade, a praia e também eu os levava até minha casa para tomarem refeições. Fizemos amizades. Tinha o Luiz Alvarado, Sergio Chacon, Ucho Suarez, e muitos outros...
- O Señor é amigo de Alvarado ? Ele é muito coñocido em Lima... é meu primo...
- Nossa ! Que mundo pequeño ! Luiz Alvarado es su primo ? Que maravilha !
- Si, Luiz es my hermano, un grande hombre... Jo voy a hablar con elle que usted es amigo de elle...

E ficamos conversando sobre várias coisas de Brasil e Peru. Quando eu fui pagar a conta, dona Dolores olhou com um largo sorriso e me disse:

- Ah, Señor Raul,... Luiz me falou que tinha um grande amigo aqui no Brasil que tinha ajudado muito ele. Então agora sei que é o señor e estou muito feliz e agradecida. Por favor o señor não tem que pagar nada, esto es una cortezia de agradecimiento de nosotros peruanos a personas como usted !
- No, dona Dolores, no es necesario esso...

Dona Dolores abraçou-me com sorriso e pediu para que eu voltasse porque ela iria escrever para seu primo e falar sobre o nosso encontro. Eu fiquei ali "boquiaberto" pensando:  "Esse mundo é tão grande e há coisas assim que nem sabemos como explicar... Esse mundo é tão pequeno !"

Desci as escadas da galeria, cinco andares abaixo. Lá fora  um frio danado. Fiquei olhando aquela multidão louca andando de lá pra cá e de cá pra lá e pensei:  " Eu queria agora estar em Copacabana"...e disse isso alto de forma que uma Senhora do lado escutou e ficou chateada, ofendida. Olhou-me  desapontada e fixamente e não resistiu dizendo:

Eu queria estar em Copacabana

- Desculpe-me senhor: ouvi o que o senhor disse. Mas, não seja "bairrista".
- Bairrista ? Por que, senhora ?
- Não se pode comparar Copacabana com a Rua 25 de Março. São lugares diferentes, percebe ? Comparar  o SAARA com a 25 de Março, aí sim seria mais honesto !
- Não entendi...
- Aqui em São Paulo há de tudo. Você  vai encontrar uma cidade acolhedora e ao mesmo tempo fervilhante !
- Ah !... E .. ?
- A noite paulistana é repleta de atividades e lugares onde ir. As baladas vão de segunda a segunda e a cidade nunca dorme...
- Senhora,... eu só estava brincando... Pensava no frio, na multidão e num lugar ensolarado agora...
- O Comércio é ÚNICO, tem tudo.  A Rua Oscar Freire e as em seu entorno com as griffes que só em paises do primeiro mundo podem ser encontradas, centenas de shoppings luxuosos, os bairros e ruas de compras, o Bom Retiro onde há a famosa Rua José Paulino, as lojas do Brás, as feiras de negócios, a gastronomia... aliás, São Paulo é conhecida como a "Capital Mundial da Gastronomia"  com mais de 5 mil pizzarias, padarias,.. aqui é o Polo Industrial e Cultural do Brasil e da América Latina, os melhores e mais modernos teatros, museus, as melhores Universidades, as melhores rodovias, lindas praias, ruas de comércio temático como a Rua das Noivas, lazer para todos os gostos e bolsos, o Mercadão com tudo que há de mais fino e exótico, carros importados, casas de comércio de tudo que se pode imaginar, temos a Fórmula 1 e Indy,... tem de tudo... e ainda tem gente, como o senhor, que num lugar como São Paulo ainda tenha coragem de dizer:  " eu queria agora estar em copacabana" . Se o senhor é carioca, por favor não seja bairrista e admire as belezas de nossa querida São Paulo, como nós paulistas, também admiramos as belezas naturais de todos os lugares do Brasil !
- Senhora:  agradeço a aula. Foi maravilhoso ouvir tudo que me contou. Eu não sou carioca, sou paulista e apenas mencionei aquela praia porque estou com frio... Mas eu amo São Paulo, do mesmo que a senhora também ama aqui e todo lugar que mencionou.
- Ah... Me desculpe. Fiquei empolgada.... De onde o senhor é ?

Ficamos ali conversando mais alguns minutos. Despedimo-nos com abraço e sorrisos !

Encerrando meu passeio na Rua 25 de Março, fui almoçar no Empório Damasco, onde fui pela primeira vez faz uns 30 anos. Nada mudou: a comida é maravilhosa, preço muito barato, casa lotada e os meus amigos donos da casa (sirio-libaneses) com o costumeiro sorriso. Cumprimentei-os misturando idioma francês e algumas frases árabes:  "Salam aleikum, habib ! Ça vas ?"

Passear em São Paulo é dar uma volta ao mundo em apenas poucas horas. A gente conhece representante de cada país, de cada raça, de todo nível sócio-economico-cultural,... mas todos, sem exceção, tem algo brilhante em comum:  ESTÃO FELIZES, SORRINDO E SOLIDÁRIOS !

Vou agora voltar para casa. Vou pegar novamente o metrô, as cinco horas da tarde, depois um novo ônibus até Moema, perto do shopping Ibirapuera... e seja lá o que Deus quiser !

- Ei, não empurra não. Esse pé é meu,... olha aí,.. cuidado com a minha bunda... ! Pára o ônibus, ... pára o ônibus,... a Senhorinha quer descer... !

São Paulo, minha querida São Paulo,... com sol ou chuva, frio ou calor EU AMO VOCE !