sábado, 24 de outubro de 2015

OLHOS E OLHARES !.

Há olhares que por si só bastam para tudo dizer e percebermos o seu sentido. E não esquecemos.
.
Há olhos que nos tocam, de uma forma ou outra, e nunca esquecemos !.
.
Aquele olhar sereno, radiante, repleto de orgulho trazia um grande sentimento de  alegria, paz, disposição, esperança e vitória !. Tudo o que se queria ver:  “aquele olhar de aprovação, de consentimento, de conforto !”.
.
Aquele olhar sisudo, aborrecido, decepcionado, desiludido,... Era tudo que não se queria ver: “aquele olhar de reprovação, de repreenda, admoestação, causando tristeza e desilusão !”.
.
Há olhares que estimulam o bem viver. Há olhares que desanimam.
.
Aquele olhar daqueles olhos...
.
Há olhos que gostaríamos para sempre ter, aqueles que admiramos, que amamos, que desejamos e até invejamos !. Não esquecemos.
.
Há olhos que  nos machucam pelo modo de nos olhar !.
.
Há aquelas pessoas que nos marcam por seus modos de olhar ou pelos olhos que possuem. Não esquecemos !.
.
Quando a luz dos olhos meus e a luz dos olhos teus, resolvem se encontrar. Ai que bom que é isso meu Deus ! Que frio que me dá, o Encontro desse Olhar !” (Vinicius de Moraes – Pela luz dos olhos teus)".
.
“ Olhar você me faz refletir, tudo que vivemos e o que há por vir !. Pois tudo passa quando você me abraça e, quando você me abraça... e quando me beija, arrepio dos pés à cabeça !. Pois tudo passa quando você me abraça e quando você me beija, Desejo ter você para a vida inteira !”. (Marauê – Olhar você).
.
Há olhares que não esquecemos e há aqueles olhos que lembraremos a vida inteira !.
.
Seus olhos parecem estrelas que iluminam a minha vida e o seu olhar é como a mais preciosa seiva que alimenta a minha alma !.
.

 
SHEENA EASTON - "FOR YOUR EYES ONLY"
.
.
Raul Ramos Neves de Abreu
23 Outubro 2015

domingo, 18 de outubro de 2015

ORQUÍDEAS... !

Orquídeas são as plantas que compõem a família ORCHIDACEAE, pertencentes à Ordem ASPARAGALES, uma das maiores famílias de plantas existentes. 
.
Apresentam muitíssimas e variadas formas, cores e tamanhos e existem em todos os continentes, exceto a Antártida, predominando nas regiões tropicais.
.
São em sua grande maioria EPÍFITAS, ou seja, as que crescem sobre as árvores, usando-as tão somente para apoiarem-se na busca da luz.
.
Não são plantas PARASITAS, pois nutrem-se de materiais em decomposição que caem das árvores e acumulam-se emaranhadamente nas raízes das orquídeas.
.
Encontram-se em muitas formas na natureza, sendo a quantidade de espécies diferentes (naturais) de aproximadamente (conhecidas) 25.000 espécies.
.
Observe-se ainda que há um variado e quase desconhecido número (no total) de espécies HÍBRIDAS (cruzamentos de espécies diferentes, gerando uma nova espécie) tanto no seu habitat natural (meio ambiente) quanto pelas ações dos Orquidicultores que desenvolvem centenas ou milhares de novas espécies todos os anos.
.
É muito comum que as pessoas recebam, como presentes, belas e floridas Orquídeas e quando as flores murcham e caem, elas são jogadas no lixo, desconhecendo, na maioria das vezes, que a Orquídea não morre mas pode continuar sendo tratada na forma em que foram presenteadas, em vasos, por exemplo, ou transplantadas em árvores, pois os troncos das árvores são o HABITAT NATURAL das orquídeas.
.
Deve-se observar, entretanto, que tais plantas gostam de lugares iluminados mas sem a ação do Sol diretamente sobre elas, ou vento em demasia.
.
Orquídeas gostam de umidade e, portanto, devem ser regadas periódicamente mas com o cuidado para que á agua escorra e não fique presa às raízes da planta pois isso fará com que as mesmas sofram e façam com que a planta morre. Adubos e fertilizantes devem ser aplicados periodicamente, ou seja, uma vez por mês. Orientações específicas sobre os tipos de adubos e a forma de aplicação são encontradas nos rótulos de tais produtos e/ou orientação de especialistas nas lojas especializadas. Também há literatura variada na internet sobre como tratar a sua orquídea.
.
CYMBIDIUM
.
PHALEANOPSIS
.
DENDROBIUM NOBILE
.
ONCIDIUM CHUVA DE OURO
.
DENDROBIUM - variadas
.
VANDA
.
CATTLEYA
.
.
Raul Ramos Neves de Abreu
18 / 10 / 2015


sábado, 10 de outubro de 2015

AINDA HAVERÁ O NOSSO TEMPO !.

Os  dias têm passado e acabamos não nos dando conta de que havia tanto por fazer para nos entregarmos. O tempo passou e agora nos demos conta disso !.
.
Sonhávamos com o campo, as montanhas, o mar, as estrelas, uma cabana florida cheia de rosas, dançando ao som de músicas suaves e tão alegres retratando a vida de como é bom viver e amar eternamente !.
.
E o tempo passou !.
.

A memória insistente, afetivamente tão forte, saudosa, traz a todo momento o desejo de que se cultive o tempo, que venha o tempo para que paremos sem pensar em nada mais senão apenas em amar e seguir adiante por uma deliciosa estrada, sem fim, até o tempo que não se conta e fique presente para sempre !.
.
Ainda temos todo o tempo do mundo. Não é preciso dizer mais nada !.
.

“... Find someone that can make you smile, and don’t give up on them ! “
.

Música:  We have all the time in the world - Louis Armstrong
.
Raul Ramos Neves de Abreu
10 de Outubro de 2015