sexta-feira, 3 de setembro de 2010

O JEITO QUE NÓS ÉRAMOS





Estive sonhando o dia todo com você. Mesmo acordado, você não sai do meu pensamento um minuto sequer. Foram momentos tão lindos, tão prazeirosos, que nada nesse mundo poderá se comparar a felicidade que tínhamos quando estávamos juntinhos, lado a lado. Pelo menos foi tudo isso que sempre senti e continuo sentindo... E você ?

Será que nada mais importa ? Novos caminhos podem apagar e jogar fora tudo que caminhamos ? Pode pra você ? Eu não consigo pensar assim pois foram tantas dificuldades para chegar até aqui, momento esse que pensei que uma grande vida iria começar... E tudo parece que se esvai... sem sentido, machucando, matando pouco a pouco...

Não pense que estou aqui em silêncio porque não quero mais... A vontade é muito grande de chamar a todo instante, mas não sei o que ou como fazer... então só me resta esperar com muita vontade de continuarmos juntos do jeito que nós éramos !. Não demore,... não demore !

Mas,... será que o tempo pode mudar tudo isso e fazer reviver esse grande amor? Eu não sei mais nada,... só sei que viver sem um grande amor tudo fica triste, sem graça, o dia parece apático, parado, sem sentido  algum, sem tempo que começa ou acaba, e só me faz sonhar acordado lembrando o quanto foi muito bom "O JEITO QUE NÓS ÉRAMOS" e que me traz tantas boas saudades !

Pense bem, está só nas suas mãos: Eu aqui esperando ter você nos meus braços novamente e você aí... Se tudo acabou, não sei, mas todos os momentos ficarão marcados para sempre com muita poesia e amor: 

O JEITO QUE NÓS ÉRAMOS

As lembranças iluminam as esquinas da minha mente
Lembranças nebulosas pintadas de aquarela
Do jeito que a gente era

Imagens de sorrisos que deixamos para trás
Sorrisos que a gente deu um para o outro
Pelo jeito que a gente era

Pode ser que tudo tenha sido tão simples...
Ou talvez foi o tempo que reescreveu cada linha
Se a gente tivesse a chance de fazer tudo outra vez
Diga-me: a gente faria? A gente poderia?
Eu sei que sim !

As lembranças podem ser maravilhosas,
Mas, ainda assim, estão tristes para recordar
Pois a gente simplesmente escolhe esquecer
Acho que só do riso que a gente vai recordar
Sempre que a gente lembrar o jeito que a gente era

Do jeito que a gente era...
Mas, vale muito recordar e tentar tudo outra vez !
Eu sei que ninguém vai amar tanto o quanto eu te amei !

2 comentários:

  1. sandra brunow freitas3 de setembro de 2010 20:34

    Lendo... relendo... refletindo... será que não teremos uma segunda oportunidade para reviver um grande amor ? Tem receio de seus/nossos sentimentos ? Pois se o imaginário... fosse o real... eu arriscava... No começo, sei que seria um amor mais tímido... pausado... mas com o tempo... quem sabe que conseguiria resgatar toda esse grande amor... O tempo, os dias estão passando... deixa o orgulho de lado e se dê o prazer de experimentar... mais um pouquinho... Não custa tentar... enquanto a chama está acesa...

    ResponderExcluir
  2. Sandra: Lindo o que foi escrito, não é verdade ?
    Você já imaginou se essa fantasia se tornasse realidade ? Mas é apenas uma fantasia.

    Parece mesmo que não haverá outra chance para esses dois se reencontrarem.

    Então... a vida continua...

    Abraços, Raul

    ResponderExcluir